Como começar a gostar de academia?

Como começar a gostar de academia?

Academia é um mal necessário… Bom, isso é o que muita gente pensa quando descobre que PRECISA apelar para os exercícios físicos. Gostar de malhar, não é uma tarefa fácil e que te dará prazer sempre que pisar em uma academia, mas também não é impossível, tudo é uma questão de hábito.

O hábito de malhar pode trazer a você não só os benefícios físicos como também uma melhora na sua disposição para atividades físicas. Se você tem muita dificuldade em se exercitar e acha que nunca irá gostar realmente disso, a única coisa que posso dizer é: comece.

Já reparou que começamos uma coisa, não gostamos dela, mas… Se é extremamente importante (como um trabalho) tendemos a olhá-la com olhos de maior carinho com o passar do tempo? As pessoas se adaptam facilmente às novidades.

O primeiro princípio para gostar de academia é criar o hábito.
Academia (Foto: Reprodução)

É exatamente por isso que, começar a se exercitar, é o MÍNIMO que pode fazer para melhorar a sua vida sedentária. A partir do terceiro ou quarto mês, começará a sentir falta da academia quando não for e perceberá de uma maneira natural o quanto isso lhe faz bem.

Entenda as suas necessidades e comece lentamente. Se chegar hoje na academia e fazer uma série de repetidos aparelhos, com toda certeza ficará muito cansado ao fim do dia e nunca mais voltará. Se é daquelas pessoas que enjoa fácil das coisas  depois das primeiras tentativas, esquecerá que as academias existem.

A cada três meses é possível que você mude o seu treino, fazendo com que seu corpo comece a responder de forma mais estimulada aos outros exercícios, basta conversar com seu instrutor. O importante é começar, esse é o ponto chave para desencadear um gosto especial pela malhação.

Outra coisa que é extremamente importante, é a alimentação. Pode parecer estranho, mas pessoas que possuem uma alimentação muito pesada com bases em carboidratos tendem a ter menos disposição para exercícios físicos.

Procure intensificar seu café da manhã (principalmente), almoço e jantar com proteínas. Além de queimar gordura, você irá melhor os níveis de energia, fazendo com que a preguiça vá embora, principalmente quando estiver próximo do horário de ir ao treino.

Por fim, não existem segredos! Exercitar-se é necessário e muito importante que tenhamos essa consciência. Muita força de vontade e empenho são fatores fundamentais para começar a gostar de academia e observar as melhorias no seu corpo.

Como malhar trapézio na barra

A essa geração de agora é toda fitness. Ninguém quer mais saber de se alimentar mal, de negar os legumes e verduras da e muito menos de sair por aí comendo e tomando aqueles produtos industrializados. Pois é, não há quem esteja fora dessa. Porém, não é apenas da alimentação que eles estão cuidando.

O corpo é o ponto primordial para eles, pois a final de contas quem é que quer fazer feio no verão ou na frente dos amigos?  E se você esta entrando agora para esse mundo e está a procura de ajuda para entender como funciona os exercícios passados nas academias, veio ao local certo.

 Se você não sabe o que é o trapézio, vá à frente do espelho, tire sua blusa e olhe para a ligação do  pescoço com o ombro. Isso se chama trapézio. Agora que já sabemos onde ele está localizado, vamos ao seu treino.

Exercícios

Para quem não sabe, ele cresce rápido por tanto não aconselhamos que as mulheres trabalhem muito ele. E outra coisa que é legal frisar, a região possui diferentes tipos, ou seja, ele pode ser “comprido- alongado” ou “curto- achatado”.

A atividade que iremos indicar é simples, basta que você pegue uma barra ou haltere com peso e faça os seguintes movimentos: levante os  ombros por um certo período, fazendo assim com que eles encolham como se tivesse contraindo-os. Logo após você abaixa contraindo os músculos dos ombros e das costas, mantendo sempre a respiração.

Faça assim, como mostra a imagem.
Encolhimento com barra (foto:reprodução)

Essa modalidade é chamada de encolhimento. E atenção ao faze-la, escolha sempre um peso que seja condizente com o que dá conta de segurar.

Observação:  suas mãos devem estar viradas para baixo e não para cima, assim como mostra a imagem. Vai ser essa a diferença e estabilidade do exercício. Sua série pode ser feita com 8 a 10 repetições.

 Além dessa modalidade, vocês podem ainda estar fazendo a remada  em pé. Ela é quase a mesma coisa do que o encolhimento, a única diferença é que você não vai manter a barra para baixo. Você terá de eleva-la até a altura de seus ombros, assim como mostra a imagem.

A imagem mostra os dois tipos de remada
Remada em pé (foto:reprodução)

 

Dica extra: não existem apenas estas duas modalidades, por tanto verifique nesse vídeo outros meios que podem estar sendo realizados para a musculatura desse membro.