Substituições diárias (alimentares) que podem fazer diferença na balança

São diversas as substituições alimentares que podem estar sendo feitas durante o decorrer da vida, ainda mais quando o objetivo e perder peso e ganhar massa muscular. Porém, deve-se tomar cuidado com isso pois o organismo pode acabar sofrendo algum tipo de carência de nutrientes, portanto, recomendamos que procure auxílio médico antes de mais nada.

Todavia, vamos passar algumas dicas de como realizar trocas alimentares diárias sem perder o que realmente precisa.

Dicas

Sabe-se que para quem quer emagrecer e manter uma alimentação saudável, deve-se apostar nas proteínas, mas que ao mesmo tempo é preciso tomar cuidado com elas, pois algumas são ricas em carboidratos e gordura animal, como por exemplo: as carnes e o leite. Então, se queres se manter saudável e ainda garantir estabilidade no peso, invista em alimentos, como: verduras e legumes. 

Além deles ainda é possível estar fazendo pequenas  substituições como por exemplo: o leite pelo abacate. Segundo pesquisas, ele contém quase que a mesma quantidade de proteína que o leite, e que além de ajudar na perda de peso, ele é contém gordura boa, e é rico em fibras, o que ajuda a combater à hipertensão e ao mau colesterol.

Outro alimento que também pode estar sendo substituído por aqueles que são ricos em proteínas mas que contém carboidratos que engordam é a beterraba. Pesquisas apontam que seis pedaços dela corresponde  há um filé de frango. E o melhor de tudo é que além dela possuir baixa calória, age como antioxidante, beneficia o funcionamento do fígado e ainda contribui para o aumento de ferro no organismo.

Conte com auxilio médico para isso.
Créditos da Imagem: http://comofas.com/como-preparar-arroz-integral/
(Foto Reprodução/ Divulgação)

Agora algo que parece até ser impossível de acreditar, mas que faz toda diferença é a pasta de amendoim, ela pode estar sendo substituída em meio aos lanches da manhã e da tarde, por aqueles peitos de peru, que são uma verdadeira bomba calórica e de sódio. Contudo, ela possui cerca de 28% de proteína em sua composição, age como antioxidante e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares.

Outros alimentos que podem estar sendo substituídos, são:

✦ Arroz normal pelo integral. 

✦ Filé de frango pelo coco.

✦ Filé de frango pela sopa tipo Missô. 

✦ A carne vermelha pelo grão de bico, arroz integral, aveia, e outros. 

Comer carboidrato antes ou depois do treino?

Comer carboidrato, antes ou depois do treino? Essa é uma pergunta muito comum no mundo fitness, principalmente para quem está querendo “crescer”, se tratando de músculos. Toda alimentação e dieta deve ter quantidades necessárias de carboidratos e proteínas.

Contudo, a forma e quantidade de ingestão desses alimentos (ricos em nutrientes) é que determinará os efeitos no seu corpo. A regrinha é muito simples, para chegar a seu objetivo basta saber:

Mais carboidratos = Mais gordura corporal

Mais proteínas = Mais massa magra

O que devo entender com isso?

Se você quer engordar (ganhar massa magra), tenha uma alimentação balanceada, com grande ingestão de carboidratos, mas também em quantias significativas de proteína. Do contrário, se quer emagrecer, tenho menos ingestão de carboidratos e mais ingestão de proteínas.

Isso ajudará a equilibrar o seu peso da maneira que desejar. De qualquer forma, a alimentação é extremamente importante e ajuda significavelmente no processo de engordar ou emagrecer. Quem precisa emagrecer, é bom que invista principalmente nos exercícios aeróbicos, enquanto quem deseja criar foque na musculação.

E o carboidrato? Como antes ou depois do treino?

Sabendo de tudo que fora denotado acima, é fácil responder a essa pergunta. Se você quer perder peso, é indicado que coma carboidratos antes do treino e proteínas depois do treino. Durante o treino é recomendável apenas que faça ingestão de líquidos, sejam esses sucos, chás ou água mineral.

A carne vermelha é super indicada para quem deseja ganhar massa magra.
Carne vermelha, fonte de proteínas (Foto: Reprodução)

Já quem deseja aumentar a massa, importante mesmo é que faça ingestão de carboidrato + proteína antes do treino e carboidrato + proteína depois do treino. Alguns orientadores indicam que haja a alimentação durante o treino, outros não. Converse com o seu instrutor e pergunte sobre sua necessidade.

É bom também saber as quantias a serem ingeridas. Comer demais antes do treino pode deixá-lo pesado para o cumprimento da atividade física, comer muito após o treino pode dar adeus a todo o seu esforço físico. Portanto, sem segredos, o equilíbrio é a chave.

Se você faz acompanhamento com um profissional da área de nutrição, ficará ainda mais fácil descobrir o que comer. Cada pessoa tem um tipo diferente de metabolismo, ou seja, o organismo pode agir mais rápido ou mais lento de acordo com o seu tipo, o que pode ajudar ou atrapalhar a dieta.

Com as orientações indicadas acima é possível que os alcance mais rápido, lembrando sempre que o esforço tem que ser feito como um todo. A quantia exata para cada caso dependerá exclusivamente do desenvolvimento da atividade física e de quanta energia isso lhe consumiu.

A matemática será sua principal aliada, por isso é bom fazer avaliações físicas, cronometrar tempos, procurar se informar sobre quantias de calorias perdidas e outros pontos indispensáveis para ter um bom desenvolvimento, e consequentemente, chegar a seu objetivo de forma mais rápida.

Não esqueça de comer de 3 em 3 horas, tomar cerca de 2 litros de água ou mais por dia, optar por sucos termogênicos e fazer grande ingestão de verduras, frutas e outros alimentos saudáveis, principalmente os ricos em proteínas como ovos, carne, queijo, etc. Somente o seu esforço será capaz de levá-lo ao corpo que sempre sonhou!

Carboidrato engorda mais que proteína

As dietas e outras práticas realizadas nos dias de hoje sempre nos deixam com diversas dúvidas. E devido a isso que estamos aqui para esclarecer algumas dúvidas. Hoje iremos abordar sobre o funcionamento do carboidrato e da proteína, que são fundamentais para a saúde do ser humano.

Todos nós sabemos que o carboidrato é responsável por nos disponibilizar energia, por tanto ele é indispensável para que o nosso corpo consiga funcionar. E já às proteínas  nos ajudam nas atividades tais como:  reconstrução dos tecidos e músculos, eliminação da gordura e dentre outros.

Nem sempre o que vemos, parece ser verdade.
Qual engorda? (foto:reprodução)

Por tanto, não podemos deixar de tê-los em nossa dieta ou reeducação alimentar. Uma dúvida: “se eu consumir qualquer um dos dois em excesso eu vou engordar?”  Sim, você vai engordar! Lembre-se que tudo em excesso faz  mal. Mas não é esse o questionamento que está nos intrigando hoje, mas sim se o carboidrato pode engordar mais que a proteína.

 Para responder essa pergunta quero que você faça uma breve analise dos alimentos que possui carboidrato e proteína, em seguida peço que veja qual conjunto se ingerido em grande quantidade vai fazer com que ganhe massa gorda. Feito isso nem preciso lhe dizer qual é a verdadeira resposta.

Analise

Lembrando que existem dois tipos de carboidratos, o simples e complexo. E o mesmo vale para a proteína, que pode ser vegetal ou animal. Por tanto, saiba observar bem os alimentos que estão presentes em sua mesa, pois a resposta para cada organismo vai ser diferente.

> Carboidrato: doces, açúcar refinado, pão francês, mel, geleia de frutas, melancia, uva passa, cereais , arroz branco, macarrão, pipoca, refrigerantes, lentilhas, grão de bico, centeio.

Lembre-se, basta observar bem o que esta comendo.
Carboidratos X Proteínas (foto:reprodução)

> Proteína: Arroz, feijão, ervilhas, milhete, lentilha, trigo, quinoa, milho, arroz integral, ervilhas, frango, peru sem pele, clara de ovo e peixes.

Carboidratos ajuda a ganhar massa muscular

Ter corpo bonito e torneado não basta apenas malhar. Mas nós do “Acesse Saúde”, dizemos que não é bem assim que as coisas funcionam. Sabe, praticar  exercício físico é bom, porém somente ele não adianta. É necessário praticar demais exercícios para movimentar toda a estrutura corporal e manter, principalmente, uma dieta balanceada.

Vá até um nutricionista e peça à ele te orientar em uma dieta baseada em seu índice de massa corporal e taxa metabólica basal. Por meio destas duas probabilidades, você saberá a quantidade exata de massa magra e gorda que possui em seu corpo. Através disso, conseguirá montar uma dieta onde terá os nutrientes que o seu corpo necessita receber.

Saiba o que comer e comece a ganhar.
Carboidrato+Musculação= Massa Muscular. (foto:reprodução)

E para quem não sabe, o nutriente que mais dá força para que possamos conseguir o ganho de massa muscular é o carboidrato. Por meio dele, podemos adquirir outras fontes importantes para o crescimento das fibras, o que acaba fazendo com que o corpo desenvolva.

Então, se já possui as suas medidas na mão, corra para o mercado e adquira todos aqueles alimentos, que são ricos em carboidratos. Mas atenção, tudo aquilo em excesso faz mau. No caso do carboidrato, quando consumido em grande quantidade, ele vira gordura. No tanto, cuidado com o que come, prefira seguir a sua dieta a risca.

Pese sempre os seus alimentos  depois de preparados, pois o seu peso pode se alterar.
Tenha a sua balança em casa (foto:reprodução)

E lembre-se, de que nada adianta possuir uma reeducação alimentar se não leva ela o sério? Por tanto, compre uma balança, pese os seus alimentos antes de come-los e prossiga sempre assim. Fazendo isso e mantendo os seus exercícios de maneira correta, logo terá bons resultados.

Dicas

Não consuma em excesso o carboidrato a noite, pois o nosso corpo tende a não ter energia o suficiente para gastar tudo aquilo que acabou de ser adquirido.

E antes do treino, posso consumi-los? Sim, deve consumi-los. O carboidrato, como já dito antes, é uma fonte de energia e ele te ajudará. Mas atenção, prefira aqueles que tem o baixo nível glicêmico, pois eles fornecem energia lentamente fazendo com que o seu pique dure mais tempo.

Além do carboidrato, tenha também fibras, vitaminas e proteínas em sua dieta.
Coma carboidrato (foto:reprodução)

O carboidrato deve assumir aproximadamente 55 a 75% de toda a sua dieta.  Anote os alimentos ricos em carboidratos: pães, cereais, arroz e massa. Mas tome cuidado, pois tanto o arroz como a massa tem de ser integral.