Alimentos que ajudam a combater a queda de cabelo

A queda de cabelo pode acontecer por diversos motivos e para combate-la é necessário descobrir o motivo que esta a causando, e para isso e preciso de auxílio médico. Todavia, pode-se estar realizando pequenos passos no dia- a- dia, basta apenas manter uma alimentação adequada e rica nos nutrientes que o mesmo precisa.

Confira abaixo quais são os alimentos amigos do cabelo.

Alimentos

✦ Cenoura: ela possui betacaroteno e vitamina A. Ambos ajudam no combate da queda, não deixando acontecer a perda da pigmentação  e também no controle da oleosidade do fio. O indicado é que se consuma ao menos uma unidade por dia.

✦ Espinafre: ele é rico em ferro e clorofila, que por sua vez ajuda no equilíbrio da oleosidade, a fortalecer a raiz e no crescimento dos fios. E indicado que se consuma ao menos um prato de sobremesa por dia.

Cuide de seus cabelos.
Créditos da Imagem: http://www.cabelosfamosos.com.br/vitaminas-queda-de-cabelo/alimentos-que-combatem-a-queda-do-cabelo-_550x360
(Foto Divulgação)

✦ Aveia: o grão é rico em silício, que ajuda estruturar a queratina, proteína que forma o cabelo, e além disso, ela possui também vitaminas do complexo B e zinco, que optimizam bulbo capilar e auxilia o controle hormonal, não deixando o fio assim cair ou ficar branco. Pede-se para que se consuma ao menos uma colher por dia.

✦ Salmão: possui alta concentração de proteína, ácido graxo ômega 3 e selênio, o que é bom para combater inflamações, proteger o couro cabeludo contra os raios ultravioleta, e melhorar a chegada dos nutrientes até o bulbo capilar. Indica-se que se consuma ao menos 1 filé três vezes por semana.

✦ Laranja: o seu benefício não vai ser encontrado na parte alaranjada do fruto, mas sim, na branca, que possui pectina, que por sua vez ajuda a eliminar as toxinas indesejadas do couro cabeludo, como por exemplo: a oleosidade e a caspa. E para consumo e aproveitamento ideal, basta uma fruta por dia.

✦ Alecrim e soja: ambos ajudam na melhora da circulação, o que é bom para prevenção da queda dos fios.

Enfim, outras medidas que também podem estar sendo realizadas para que não aconteça a queda de cabelo, são:

  • Evitar tomar banho em água quente, pois ela desidratada os fios.
  • Não utilizar secador ou prancha térmica para seca-los, deixar o processo  agir naturalmente, pois assim a agressão e menor.
  • Não usar tinta com amônia pois ela retira os nutrientes do cabelo, os deixando quebradiços e outros.

Como prevenir o envelhecimento das células

O envelhecimento das células é uma das preocupações maiores que o ser humano possui quanto a questão de estética, pois é por meio delas que se garante uma aparência jovial e bonita. Porém para que isso aconteça não é tão fácil assim- afirmam os cientistas que estudam o caso, e que por sua vez ainda não descobriram o segredo do retardamento, mas que possuem algumas sugestões para o feito do mesmo. Vejamos abaixo quais são.

Sugestões para o retardamento do envelhecimento

A sugestão mais indicada pelos especialistas é ter uma boa alimentação. Eles falam que comer pouco e bem, pode fazer toda diferença, pois segundo pesquisas realizadas, uma taxa metabólica mais baixa pode levar o organismo a produzir menos  radicais livres que fazem mau ao mesmo. E que além de auxiliar no retardamento do envelhecimento a ação ainda pode ser propícia para se evitar doenças, como: câncer, diabetes e doenças cardíacas.

Faça atividade física.
Coma pouco e bem.
(Foto Reprodução)

Além disso, ainda é indicado que mantenha o corpo sempre em movimento, ou seja, que se realize atividades físicas, pois ela ajuda na manutenção dos tônus muscular,melhora a capacidade aeróbica e o consumo de oxigênio, estimula a microcirculação sanguínea e linfática e contribui para eliminar as toxinas ruins por meio da transpiração.

E não para por aí, também fala-se que:

✦ Realizar exames periódicos pode ajudar na prevenção de inúmeras doenças.

✦ Que o tabagismo deve ser evitado pois afeta a região da produção do colágeno o que é essencial para ter elasticidade na pele e deixa-la bonita e saudável.

✦ Que se deve fazer o uso de foto-proteção todos os dias e em quaisquer tipo de horário e estabilidade climática, ou seja, tem de se usar o filtro solar. 

Alguns alimentos são propícios no auxílio da busca do antienvelhecimento, como por exemplo: amêndoas, semente de linhaça, tomate, batata doce, espinafre, alecrim, salmão, chocolate preto, cenoura, ameixa seca, vinho tinto, nozes, maça, feijão preto, romã, ostras, azeite, gengibre, canela, figos, ovos e muitos outros. Mas atenção, lembre -se da primeira sugestão que é comer pouco e bem, então não abusem dos mesmos.

Benefícios do ômega 3 e 6 para a saúde

Nos dias de hoje tem se falado muito dos benefícios que as gorduras boas podem trazer para o organismo humano, como é o caso do ômega 3 e 6, que por sua vez são dois tipos de gorduras poli-insaturadas, ou seja, tanto um como o outro só podem ser obtidos por meio da alimentação, pois o corpo não os produz sozinho.

Então, vejamos abaixo os benefícios de cada um.

Ômega 3

Ele pode ser encontrado em duas formas – uma é um ácido graxo essencial que esta presente nos óleos vegetais e a outra em peixes oleosos. E ambos os tipos trabalham de jeitos diferentes, sendo assim, cada um traz consigo o seu benefício, que podem estar sendo os seguintes:

Cuidado com o excesso.
Créditos da Imagem: http://www.leiaja.com/coluna/2011/omega-3-uma-gordura-maravilhosa
(Foto Divulgação)

➸ Ajuda a diminuir as atividades das plaquetas sanguíneas, evitando assim os coágulos de sangue, que por sua vez  podem levar uma pessoa a ter um: derrame ou infarto.

➸ Reduz o nível do triglicerídeos.

➸ Ajuda a evitar arritmias cardíacas.

➸ Diminuem o colesterol. 

➸ Regula a pressão arterial. 

➸ Bom para visão e cérebro. 

➸ Ajuda no combate a depressão. 

➸ Alivia alguns sintomas da artrite. 

➸ Diminui as chances de um parto pré-maturo. 

➸ Aumenta o QI dos bebês que ainda estão sendo gerados, e muitos outros. 

✖ Observação: Ainda não se sabe ao certo a quantidade adequada que se deve consumir por dia de ômega 3. Contudo os especialistas no assunto pedem para que não seja mais do que 3 gramas por dia.

 ✥ Alimentos ricos em ômega 3: nozes, óleo de canola e linhaça, salmão, sardinha, cavala e arenque.

Ômega 6

Ele é um outro tipo de gordura essencial  para o organismo humano, e  pode estar sendo encontrado em óleos como o de girassol e soja, e também nos produtos feitos com esses óleos, como por exemplo: o creme vegetal. E assim, como  o ômega 3, ele também ajuda a manter o nível de colesterol preciso para contribuir,  para a saúde do coração.

E os seus benefícios podem são:

➸ Ajuda a manter a saúde dos ossos, pele e cabelo. 

➸ Regula o metabolismo. 

➸ Auxilia na saúde produtiva. 

➸ Ajuda a prevenir de algumas alergias. 

➸ Ajuda a estabilizar os sintomas de uma síndrome pré-menstrual. 

✥ Alimentos ricos em ômega 6: Aves de capoeira, abacate, ovos, leite, lula, cereais, óleo de borragem, semente de groselha, soja, algodão, açafrão, semente de girassol, milho, abóbora e outros.

Evite esses Carboidratos Para Emagrecer em 8 dias

 

É comum vermos pessoas que desejam emagrecer cortando de vez alimentos ricos em carboidratos de suas dietas, como cereais, massas, arroz, pão, entre outros, tudo isso porque acreditam que eles provocam um ganho de peso maior que os outros alimentos.

Sim, é verdade, os carboidratos são capazes de fazer uma pessoa engordar, porém somente quando é consumido de forma não moderada. O excesso de um alimento tão rico em carboidratos te fará engordar caso o consumo não seja condizente com o padrão do seu gasto energético diário.

Mesmo que os carboidratos em excesso engordem, eles são fundamentais para qualquer dieta, tendo em vista que são a principal fonte de energia que o organismo humano utiliza durante o dia. Assim, uma dieta que é pobre em carboidratos tende a gerar sensações de fadiga e cansaço físico e psíquico.

ali

Confira a seguir a lista dos alimentos que são creditados com o maior teor de carboidratos e provocam grande aumento de peso conforme a cultura popular:

Arroz

É difícil dar uma resposta concisa a respeito do arroz engordar ou não, uma vez que ele colabora sim para o ganho de peso, no entanto esse fator vai depender rigorosamente da quantidade que será consumida diariamente.

Tal impacto também tem influência diretamente no conteúdo fibroso do arroz. Por exemplo, o arroz integral se trata de um tipo de grão que é industrializado, mas não perde a sua fibra natural, diferente do arroz branco que passa por processo onde o farelo e o gérmem são retirados, tornando este um tipo de grão incompleto.

Batata

Assim como o arroz e qualquer outro tipo de alimento, a batata só vai ter fazer engordar se for consumida em excesso. Essa é uma verdade constante para qualquer tipo de comida, sejam cupcakes, pizzas, feijão, carne e assim por diante.

Quando ingerida em abundância é bem provável que o batata provoque um aumento no peso, no entanto ela não contém carboidratos ruins, não é imanentemente uma substância engordativa e não é um vegetal a ser retirado da dieta das pessoas, uma  vez que é um grande fonte de potássio.

Macarrão

O macarrão tem em sua consistência quatro tipos diferentes de carboidratos em apenas um grama, mesmo seu cozimento sendo preparado na água, o qual é a forma mais saudável, ele é um agente que pode provocar ganho de peso e em muitos casos até mesmo obesidade.

Deixando de lado o molho, três pegadores de macarrão contém cerca de 600 calorias, isso dá uma porção rasa em um prato. Quando adicionamos o molho que pode conter óleo, manteiga, queijos e outros acompanhamentos, o prato ultrapassa a casa das 1.200 calorias.

Polenta

A polenta é feita de fubá, uma farinha fina que pode ser constituída de milho, arroz, mandioca, entre outros. Este é um alimento que independente da quantidade, provavelmente provocará um ganho no peso, pois além de ser uma grande fonte de carboidratos, que posteriormente serão transformados em açucar, seu teor calórico também é bem alto.

Farofa

Como a farofa costuma ser preparada com manteiga e miúdos, o teor de gordura deste prato é elevado, sem contar que a farinha que é oriunda da mandioca ou do milho, que  também são uma grande fonte de carboidratos.

A quantidade de calorias e carboidratos de uma colher de farinha corresponde ao dobro de uma de arroz, isso sem incluir outros elementos que costumam a acompanhar, como o bacon, linguiça e ovos que dão um sabor especial ao prato.

> O segredo fica portanto em comer os carboidratos em uma quantidade adequada e em combinação com diversos outros grupos de alimentos, quanto mais colorido um prato estiver, mais nutrientes você estará consumindo e a sua alimentação estará mais saudável.

Alimentos anticâncer

O câncer é uma das doenças que mais preocupam os seres humanos devido a intensidade que acomete o organismo, proporcionando danos severos a sua estrutura através do crescimento desordenado de células nos tecidos, podendo elas serem neoplasias malignas ou benignas.

Os tumores podem se apresentar em várias partes do corpo ou se manifestar em uma localidade e se espalhar para outras regiões através da metástase. Sua complexidade compreende mais de 100 tipos distintos de enfermidades.

Suas causas são completamente variadas, tendo sempre a interligação de razões intrínsecas e extrínsecas. Atualmente, estima-se que entre 80% à 90% dos cânceres são resultantes de fatores ambientais, pelo contato excessivo a certos compostos, como o cigarro (fumar), a exposição a luz solar, etc.

Alimento anticâncer potente.
Tomate.
(Foto: Reprodução)

Os fatores de risco dos cânceres podem ser herdados ou encontrados no meio externo no decorrer da vida do paciente. Os maus hábitos propiciados no dia a dia são os motivos mais relevantes em relação a determinação dos tipos de tumores.

Os métodos de prevenção e contenção desses transtornos vem sendo estudados e elaborados diariamente por especialistas de todo o mundo. As pesquisas qualitativas e quantitativas, os testes, as coletas e experiências são extremamente relevantes para a busca de saídas que possam auxiliar no tratamento e combate ao câncer.

Uma das últimas descobertas destacadas por esses estudiosos é a lista dos alimentos anticâncer, ou seja, uma recomendação de alimentos que possuem propriedades para a prevenção contra essa patologia, principalmente as que afetam a mama, o pulmão e a próstata.

Para ajudar os pacientes e pessoas próximas a lidar com essa dinamização alimentar, a farmacêutica espanhola María Tránsito López escreveu e publicou o livro: A Dieta Anticâncer-Prevenir é o melhor Remédio. A versão traduzida por Téo Lorent tem cerca de 200 páginas e custa apenas R$ 34,90 reais.

Nesta publicação, além de citar os produtos que podem ser aliados ao combate ao câncer, a autora ainda evidencia estratégias benéficas para a articulação do preparo dos elementos, sua higienização e a quantidade de consumo. Confira a seguir os poderosos alimentos anticâncer citados por María:

Alho: os compostos fitoquímicos apresentados neste vegetal são capazes de persuadir as células cancerígenas, fazendo com que elas se suicidem (pelo processo apoptose). As formações de tumores por consequência são reduzidas, como na região gástrica e mamária;

Chá verde: a catequina é um dos fitonutrientes apresentados nesse chá, sendo um dos compostos que promovem o combate as células cancerígenas por causa do seu poder antioxidante e anti-inflamatório;

Couve: o poder quimiopreventivo das folhas desse vegetal são proporcionados pela sua elevada concentração em glucosinalatos, que ao serem rompidos dão lugar a nutrientes que previnem várias formações cancerígenas, como o indóis e isotiocianatos;

Tomate: este fruto é rico em licopeno e auxilia no combate ao câncer porque consegue proteger as células do organismo, com relevância as encontradas na próstata, diminuindo as chances de proliferação das células cancerígenas;

Uva: a substância encontrada nesta fruta, a resvetratrol, é encontrada nas suas sementes e pele, sendo uma das grandes responsáveis pela prevenção do início do processo canceroso, devido ao seu poder antinutagênico;

Vitamina C: as propriedades antioxidantes dos alimentos que possuem vitamina C (com relevância nas frutas) ajudam a bloquear os efeitos dos radicais livres, além de promover a sua eliminação e prevenir a manifestação de substâncias cancerígenas, como a nitrosamina.

Atenção!

Antes de montar uma dieta com esses alimentos, é importante que um bom médico oncologista, clínico ou outro especialista em tumor seja procurado, porque algumas das propriedades destacadas acima possuem contraindicações para alguns casos.

Alimentos que não podem faltar no seu verão

O Brasil é um país tropical, logo, é possuidor de quatro tipos de estação climáticas diferentes, sendo o verão a mais frequente. Quando chega essa época do ano, os termômetros marcam aproximadamente 30° graus, e em alguns lugares mais até do que isso.

Embora seja apropriado para “pegar” uma piscina ou praia, calor excessivo não é nada bom para a saúde. Afim de garantir que seu corpo fique bem hidratado, saudável e bonito, é necessário ter uma alimentação balanceada.

Para lhe ajudar nessa empreita, denotaremos abaixo alguns tipos de alimentos recomendados para época, confira abaixo.

Alimentos para o verão

Por fazer muito calor, o corpo pode desidratar. Para que haja a reposição da água será preciso acrescentar ao cardápio alimentos como:

  • Melancia
  • Melão
  • Berinjela
  • Abacaxi
  • Pêssego
  • Laranja
  • Água mineral
  • Chás

Esses agem em prol da hidratação e ainda melhoram a circulação sanguínea, deixando a pele lisinha e macia.

Para manter um bom funcionamento intestinal, evite comidas gordurosas, com altos níveis de açúcares, sal e conservantes. Dê preferência aos integrais, em especial aos que promovem sensação de saciedade por mais tempo e regulam o ritmo intestinal como:

  • Chia
  • Linhaça
  • Amaranto

A pele, unhas e cabelos precisarão dos nutrientes do licopeno (que protege a pele da radiação solar), betacaroteno (que ajuda a estimular a pigmentação da pele, deixando-a mais viva e bonita) e da vitamina E (que auxilia na hidratação dos tecidos).

Todos podem ser encontrados nos alimentos de coloração amarelo-alaranjado como:

  • Manga
  • Cenoura
  • Abóbora
  • Mamão
  • Óleo de coco

Dicas

Além de manter uma boa alimentação é preciso tomar outros cuidados como:

  • » Ingerir bastante líquido.
  • » Não consumir industrializados com grandes níveis de conservantes.
  • » Usar sempre o filtro solar.
  • » Preferir roupas frescas de tecido leve, em caso de exposição ao sol, utilize manga longa.
  • » Aderir bonés, chapéus e óculos com proteção UV.
  • » Se expor ao sol somente nos horários entre 06h a 09h e depois das 17h.

Gorduras boas para dieta

Gorduras boas

Assim como os carboidratos não devem ser encarados de uma única maneira, também ocorre o mesmo processo com as gorduras. Você não pode comparar a gordura de um ovo frito com o azeite colocado na salada, apesar de serem tipos de gordura, ainda possuem percentuais bem diferentes e podem ser classificados facilmente como gordura boa ou ruim.

Não são necessários livros de nutrição para nos indicar quais são as gorduras ruins. Elas estão por toda parte e a maioria das vezes em alimentos fritos como pastel, batata, bacon ou qualquer outro tipo que esteja nessa linha. Essas são as gorduras que conhecemos como ruins, totalmente dispensáveis ao corpo e que não trazem nenhum tipo de benefício.

Com a era do “lanche rápido” ficou ainda mais difícil controlar a quantidade de gordura que ingerimos semanalmente, como o dia parece passar mais rápido, muitas vezes a falta de tempo nos leva a optar por uma comida rápida comprada em qualquer lugar ou também preferir congelados quando vamos ao supermercado.

Embora todo mundo já esteja cansado de saber, é bom ressaltar que esses maus hábitos alimentares são o começo de uma velhice com a saúde debilitada, delineando a probabilidade de adquirir doenças de alto risco. Além disso, também serve para quem está de dieta e mesmo que esteja comendo pouco, está fazendo de modo errado. O mais importante não chega a ser totalmente a quantidade, mas sim a qualidade do que se come.

Você conhece as gorduras?

Fonte de gorduras boas.
Azeite de Oliva (Foto: Reprodução)

A identificação das mesmas é bem fácil de ser feita. O primeiro passo é conhecer cada uma delas e saber quais fazem bem ou mal:

  • Gordura saturada – Fazem mal à saúde provocando doenças cardiovasculares e até infartos.

  • Gordura insaturada – Não fazem mal à saúde e ajudam a impedir doenças cardiovasculares e infartos.

  • Gorduras trans – Essa é a modificação industrial das gorduras que são consideradas boas, isso faz com que se tornem totalmente maléficas à saúde.

Quais são as gorduras boas?

As gorduras boas são todas aquelas que encontramos em alimentos naturais, como as castanhas, os peixes (ricos em ômega 3), as frutas (como o abacate) ou qualquer outra de origem vegetal e natural.

Para lhe ajudar a inserir as gorduras boas em sua dieta, é bom que saiba onde elas podem ser encontradas. Portanto, confira abaixo uma lista que preparamos:

Nos peixes

  • Salmão
  • Cavala
  • Truta
  • Atum
  • Sardinhas
  • Anchovas
  • Char
  • Bacalhau Preto
  • Linguado
  • Mexilhões

Nos óleos vegetais

  • Óleo de Cânhamo
  • Óleo de Semente de Uva
  • Óleo de Linhaça
  • Azeite
  • Óleo de Canola

Nas frutas

  • Abacate

Nas nozes

  • Avelã
  • Amêndoa
  • Castanha de Caju
  • Amendoim
  • Castanha do Brasil

Nas sementes

  • Semente de Abóbora
  • Pistache
  • Gergelim
  • Semente de Girassol

Você pode transformar sua alimentação apenas substituindo os alimentos. Prefira sempre aqueles que são integrais, evitando ao máximo tudo o que for industrial bem como bolachas, biscoitos, salgadinhos, frituras e mais. Práticas simples sempre dão certo.

Além disso, mantenha-se em constante prática de exercícios físicos, investindo sempre na ingestão de água diariamente. Quanto mais gordura boa você investir e incluir em suas refeições, mais promoverá sua saúde. Por isso, esteja atenta.

Uva passas calorias

Uva passas

As uvas passas podem ser usadas e ingeridas de várias maneiras. Uma delas é através de saladas, preparos cozidos e até assados. Muita gente que está de dieta fica em dúvida quanto a quantidade de calorias presentes nas uvas e como elas podem influenciar engordando ou emagrecendo durante a dieta.

Assim como vários outros alimentos, tudo que é em exagero está fora de cogitação. Portanto, ainda que seja saudável ter uma alimentação com ingestão de uva passas, o exagero pode ser prejudicial, principalmente se você tem a intenção de emagrecer. Tome muito cuidado!

É bom saber que uma colher de sopa de uva passas tem em média cerca de 53 calorias!

Isso não é nada exagerado, considerando que seu teor de carboidrato é baixo, apenas 14. Contudo, o excesso da uva pode ser prejudicial, a não ser que você coma apenas uma colher de sopa diariamente ou um dia sim, outro não. Se você gosta muito, procure intercalar na sua dieta.

Ajuda a manter o intestino regulado.
Uva passas (Foto: Reprodução)

O baixo teor de proteínas é uma características das uvas passas, principalmente porque ela é seca e não fresca. Se a sua dieta é a base de proteínas, por exemplo, não indicamos que haja ingestão frequente. Apenas em dias específicos e determinados da sua semana. Indicaremos a tabela completa para que você não caia no exagero e deixe de perder o peso desejado.

Informação nutricional

Calorias – 53

Carboidratos – 14 g

Proteínas – 0,55 g

Gorduras totais – 0,08 g

Gorduras saturadas – 0,01 g

Fibra alimentar – 0,67 g

Sódio – 1,98 g

Aos finais de semana, é interessante que você utilize a uva passas no preparo das refeições, mas não faça necessariamente disso um costume. Em vista de outros alimentos, é bom frisar que a uva passas é muito saudável, mas ela contém pequenas quantidades de açúcares que poderão prejudicar o seu emagrecimento.

Para você que deseja manter um cardápio com baixo teor calórico mas sem perder o sabor, indicamos que opte por apenas reduzir as quantias e deixar suas refeições saborosas, extremamente saudáveis e magras! Outro ponto também importante é sobre o regulamento que esse tipo de uva faz no intestino, por isso, não suspenda a ingestão totalmente.

Fontes de proteínas além da carne

Fontes de proteínas

As proteínas estão inclusas em muitos alimentos, elas fazem parte do nosso cotidiano e das refeições que realizamos. Para um bom emagrecimento, vários nutricionistas recomendam que o índice de proteínas ingeridos sejam maiores do que os de carboidratos. Exatamente por isso, muitas pessoas procuram soluções.

Para “incrementar” a sua dieta, você poderá utilizar outros poderosos alimentos fontes de proteína, que acabam por trazer benefícios visíveis a seu corpo. Vamos então compartilhar com você agora, uma sucessão de alimentos que podem ser acompanhamentos ou até substitutos da carne.

Alimentos ricos em proteínas

Fonte de proteínas.
Proteínas vegetais (foto:reprodução)
  • Ovos
  • Leite
  • Beterraba
  • Coco
  • Arroz integral
  • Pasta de amendoim
  • Ervilhas
  • Quinoa
  • Abacate
  • Aveia
  • Grão-de-bico
  • Salmão
  • Peito de frango
  • Iogurte
  • Azeite de oliva
  • Feijão

Claro que uma dieta específica terá de ser montada, não significa especialmente que você poderá comer a quantidade que desejar ou até se sentir completamente satisfeito. Claro que o controle dos alimentos é importante, principalmente se você está em processo de emagrecimento.

Contudo, é muito importante que, para surtir efeito, você siga todas as regras sem fazer ingestão de carboidratos. A questão não é retirar totalmente o carboidrato e sim adaptá-lo a sua vida. Por exemplo, alimentos em farinha branca e arroz podem ser totalmente prejudiciais.

Eles ajudam a aumentar os níveis de glicose no sangue, fazendo com que haja um acumulo evidente de gordura. Quando você está numa dieta restritiva, acaba por retirar esses alimentos que antes poderiam lhe engordar. Dessa forma, acaba fazendo com que o corpo se adapte a nova alimentação.

Mudar não é ruim, pelo contrário. Contudo, é extremamente difícil. Procure manter o foco se está nessa luta e quanto as proteínas, a carne vermelha pode ser facilmente agregada a tais alimentos, isso porque eles são fortes fontes de nutrição, trazendo assim o seu bem estar.

Os alimentos citados acima também são bastante conhecidos como bem feitores de curvas. Isso mesmo, eles são capazes de definir o seu corpo, mas será extremamente necessário que restrinja sua alimentação da devida forma. Mais informações sobre as proteínas, você pode obter aqui, aqui e aqui.

Importância das vitaminas e sais minerais para a atividade física

Importância das vitaminas e sais minerais

Todos aqueles que fazem alguma atividade física mensalmente necessitam de vitaminas e sais minerais que os mantenham firmes para designar qualquer tipo de exercício. Esses mesmos nutrientes podem ser encontrados através de vários alimentos potencializadores da força.

Consumir diversos vegetais, frutas, sementes, proteínas e óleos é indispensável. Somente esses terão poder ativador de formar músculos e ainda trazer força para o desempenho das atividades. Além disso, fazem com que o corpo funcione perfeitamente, bem como o organismo.

Desencadeiam benefícios como:

  • Funcionamento do organismo
  • Reações metabólicas
  • Sistema imunológico
  • Rendimento de atletas e praticantes de exercício físico

Quando colocamos nosso corpo a prova de atividade física, o mesmo por si só realiza o aumento da produção de radicais livres. Esses são responsáveis por roubar nossos elétrons das células saudáveis. Essa é uma maneira inteligente que eles conseguem permanecer mais tempo no corpo.

Vitaminas e sais minerais são indispensáveis para o bom funcionamento do organismo e boa resposta a exercícios físicos.
Alimentação saudável (Foto: Reprodução)

O envelhecimento precoce, por exemplo, é um problema relacionado aos radicais livres. Quando não nos alimentamos corretamente e evitamos alimentos que beneficiam nosso corpo, essa “proteção” não acontece, o que desencadeia o envelhecimento antecipado.

O consumo diário desses nutrientes, também impede que o organismo fique deficiente e não ocorra lesões ou injúrias celulares. O consumo de sais minerais e vitaminas permite que a sua imunidade suba. Isso faz com que seu organismo fique imune às diversas doenças.

Quem costuma praticar atividade física ou até praticar um esporte em excessividade, precisa diariamente de um consumo maior de nutrientes e até suplementação, principalmente se este possui genética dispendiosa para o emagrecimento rápido. Quanto mais você pratica atividade física, mais precisará de nutrientes.

Quando ocorrer a deficiência de qualquer um desses nutrientes, seu corpo estará em deficit, ou seja, ao invés de potencializar músculos para atrair força e complementar seus exercícios, estará perdendo massa magra e diminuindo o desempenho na atividade praticada.

Nutricionistas afirmam que tudo é saudável se consumido de maneira correta e tudo aquilo (ainda que saudável) ingerido de maneira excessiva pode trazer problemas ao corpo, mesmo que esses sejam vitaminas e minerais. O equilíbrio é a quantidade certa!

Alimentos nutritivos

Vitamina A – Fígado de aves e animais, cenoura, brócolis, escarola.

Vitamina B1 – Cereais, carnes, verduras, levedo de cerveja.

Vitamina B2 – Leite, carnes, verduras.

Vitamina B3 – Ervilha, amendoim, fava, peixe, feijão, fígado.

Vitamina B5 – Fígado, cogumelos, milho, abacate, ovos, leite, vegetais.

Vitamina B6 – Carnes, frutas, verduras e cereais.

Vitamina B9 – Cogumelos, hortaliças verdes. 

Vitamina B12 – Fígado, carnes. 

Vitamina C – Laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola, morango, brócolis, melão, manga.

Vitamina D – Óleo de peixe, fígado, gema de ovos.

Vitamina E – Verduras, azeites e vegetais.

Vitamina K – Fígado e verduras. 

Uma boa dica para você que pratica exercícios físicos diariamente, é procurar alimentos ricos em vitamina C depois do treino. Isso porque a prática do mesmo pode fazer com que sua imunidade caia. Sucos de frutas cítricas e preparados são os mais recomendados.

Também faça um grande consumo de água, isso ajudará a repôr os níveis de hidratação no corpo. Indicamos que faça a ingestão entre 2 e 3 litros diariamente. Beba água antes, durante e depois de todos os seus exercícios físicos concentrados.