Acesse Saúde » Musculação » Entrei na academia, como funciona o processo para obter resultados?

Entrei na academia, como funciona o processo para obter resultados?

Iniciante na academia e não tem a menor ideia de como funciona o processo para obtenção dos resultados desejados? Clique aqui e confira agora mesmo informações extremamente construtivas nesse seu início.

A musculação é um modalidade física que traz benefícios diversos ao corpo humano. Naturalmente, é necessário um tempo significativo para que esses resultados possam ser aparentes e bem distribuídos a estrutura corporal.

É difícil ter propriedade para mensurar exatamente se haverá ou não resultados depois do período de determinados meses, lembrando que o organismo de cada indivíduo pode apresentar dificuldade ou facilidade para a reformulação como um todo.

O fato é que, impossivelmente você passará mais de 60 dias na academia e não verá resultados, principalmente se a sua modalidade for musculação. Isso acontece, porque o corpo sente imediatamente os efeitos dessa articulação, proporcionando naturalmente os resultados desejados.

Também é importante destacar que sem a alimentação correta, esses resultados podem ser ainda mais difíceis de alcance, uma vez que essa é responsável por cerca de 70% de toda transformação obtida pelo corpo.

Como obter sucesso certeiro na academia?

Para ser bem sucedido, será preciso muita disciplina e esforço, começando preferencialmente por sua alimentação. Denotaremos abaixo, uma lista de pontos indispensáveis no processo de reformulação da estrutura corporal através do exercício físico.

1° Alimentação

Como já indicamos acima, nada é possível sem uma alimentação correta. Também é preciso organizar seus objetivos para depois entender o que será preciso fazer, incluindo preferencialmente nisso a forma como se alimenta.

Pessoas que querem emagrecer, precisam primeiramente secar boa parte da gordura corporal através de uma dieta balanceada e intensidade nos exercícios aeróbicos, sem esquecer-se da boa e velha musculação (já que ela será responsável por evitar a flacidez da pele).

Procure fazer uma avaliação física antes de mais nada, essa poderá lhe indicar a quantia necessária de calorias por dia e dará uma maior orientação sobre a quantidade de carboidratos que podem ser ingeridos durante suas refeições diárias.

Depois de descobrir quanto peso será preciso perder, procure articular (com o auxílio de um profissional, se possível) uma dieta específica para seu tipo de organismo, resultando essa na perda de peso necessária. Depois disso é que inicia-se o processo de formatação muscular.

Caso seu desejo seja engordar, o mesmo processo de avaliação deverá ser feito, lembrando que nesse caso a ingestão calórica deve aumentar, principalmente no que diz respeito a quantidade de carboidratos ingeridos por dia.

É bom ressaltar que os carboidratos citados neste texto são referentes a baixo índice glicêmico, aqueles que trazem benefícios relacionados ao ganho de massa magra, não transformando essa ingestão em gordura localizada.

Procure por uma lista específica de alimentos que se encaixam nesse perfil e organize sua alimentação de acordo com a necessidade do seu corpo, só assim será possível alcançar resultados quando auxiliar essa promoção a atividade física.

Proteínas As proteínas estão presentes em alimentos como ovos, carnes, leite, iogurtes, queijo, entre outros. Ela é o tipo de elemento totalmente básico e indispensável na construção dos músculos, responsável por cerca de 80% do seu resultado.

Carboidratos Carboidratos são responsáveis pela promoção de energia no corpo, quando estão bem equilibrados no organismo permitem não só o aumento de energia, mas principalmente o avanço da musculatura. Encontrados preferencialmente em alimentos como pão integral, arroz integral, macarrão integral, entre outros.

Micronutrientes Esses estão divididos em partes como vitaminas, ferro, zinco e minerais. Promovem a boa saúde, mas devem estar ligados juntamente (na dieta) com os carboidratos e as proteínas.

2° Musculação

Depois que você passou pelo processo de reformulação de sua alimentação, é hora de investir pesado no treino de sua necessidade corporal. Se possível, contrate um profissional qualificado para a montagem desse treino, baseado exclusivamente na avaliação corporal referida acima.

Caso sua única opção seja os instrutores de sua academia, procure pelo mais qualificado e recomendado, já que esse certamente é o profissional mais dedicado. Uma outra dica que pode com certeza fazer toda diferença é estudar sobre o assunto.

A musculação é benéfica tanto para ganho, quanto perda de peso.

Musculação.
(Foto: Reprodução)

Quando você tem propriedade sobre algo, fica mais fácil entender o que é verdade e o que não é, e cá entre nós, nesse mundo fitness o que mais existe são mitos e inverdades que muitas vezes seguimos e que não vogam nada em nossa vida.

Entendendo sobre o assunto, poderá até fazer cobranças ao profissional que eventualmente o acompanha. Seja centrado no que deseja, assim poderá ter maiores chances de alcançar seu objetivo com certa facilidade.

Para obter total sucesso durante seu período de malhação, procure sempre organizar seus treinos em partes, estimulando metas e o tempo limite para alcançá-las. Dessa forma, verá seus resultados mais aparentes e bem mais qualificados a cada nova formulação da sua planilha de treino.

A musculação também pode trazer alguns malefícios, portanto, é extremamente importante que procure identificar a forma correta de malhar, delineando pontos estratégicos do seu corpo como ação de intensificação nas panturrilhas, coxas, braços, costas e peitoral.

3° Entenda o seu treino

Você já parou pra aprender os nomes dos aparelhos que precisa usar? Já identificou os movimentos corretos a serem articulados no momento em que estiver efetuando tais? Cada detalhe da musculação é importante, deles dependem os resultados.

Saber quanto tempo precisa fazer pausa entre um exercício e outro é o que determinará exatamente o que seu corpo precisa. Entender essa necessidade, é dar limite exato a estrutura sem danificar nenhum ponto.

Procure sempre identificar os exercícios feitos e principalmente entender quais são os benefícios da efetuação dos mesmos, isso te ajudará a compreender melhor a forma como se movimentar enquanto estiver desenvolvendo-os.

Estude o seu treino assim que puder, procure entender qual o benefício de cada aparelho, além de agregar conhecimento a você mesmo, poderá encontrar outras formas de usá-lo e potencializar os resultados.

Observação: Fique atento à sua postura, todo exercício requer uma postura específica na hora de sua efetuação. Quando não articulada corretamente, pode trazer danos a coluna e estrutura da área das costas.

4° Controle a ansiedade

Nenhum corpo responde a ansiedade. Quando você está ansioso, naturalmente algum ponto no seu corpo se descontrola, há pessoas que comem mais, enquanto outras não conseguem se alimentar. Tanto um, quanto o outro proporcionarão desequilíbrio e perda de tempo.

Também evite ao máximo se pesar com frequência, o ideal é que essa pesagem seja feita de 15 em 15 dias, assim permitirá que seu cérebro compreenda melhor as alterações. Mulheres em período menstrual, por exemplo, podem apresentar alteração de peso, fuja disso.

Nosso peso muda diariamente, ele não se mantém sempre, a longo prazo é a única forma de entender como estamos indo. Caso você apresente um resultado negativo em 15 dias, não é preciso se desesperar, apenas adapte algum outro tipo de agregação a sua alimentação para retomar o desvio.

Exemplo 1 – Se você quer emagrecer e ganhou algumas gramas, comece a tomar sucos detox ou auxiliadores em forma de chá que ajudarão a eliminar o líquido corporal e a gordura desnecessária.

Exemplo 2 – Se você quer engordar e perdeu peso, procure agregar vitaminas de alta dosagem calórica ou fazer uso de suplementação. Isso ajudará.

A ansiedade é um distúrbio que pode resultar em:

  • Tensões musculares;
  • Distúrbios neurológicos;
  • Síndrome do pânico;
  • Falta de controle;
  • Pavor;
  • Insônia;
  • Doenças do coração;
  • Psicose.

Portanto, muita atenção a esse tipo de problema, ele pode influenciar totalmente no não-alcance dos seus objetivos.

5° Aquecimento antes da musculação

De maneira nenhuma opte por iniciar seu treino sem o aquecimento, além é claro de não se esquecer do alongamento. O aquecimento permite que você faça uma preparação do seu corpo para começar a receber os estímulos causados pelo exercício.

Quando você pula essa parte tão fundamental, naturalmente seu corpo sentirá os efeitos e demorará muito mais para se acostumar com a intensidade da carga ou do exercício a ser executado. É indispensável que essa preparação seja articulada, já que ela é responsável por boa parte dos resultados.

Nessa preparação também está inclusa a ingestão de um tipo de carboidrato de baixo índice glicêmico, ele será responsável por manter seu organismo forte e seu corpo “em pé” para melhor efetuação da atividade física.

Observação: Antes e depois do treino é totalmente necessário que sejam ingeridas porções de pequena quantia de carboidrato + proteína.

O aquecimento é de conhecimento de todo atleta realmente entendedor da atividade física, somente os entusiastas não conseguem entender a importância desse processo. A qualidade do seu treino e principalmente de sua saúde depende disso.

Ao iniciar uma modalidade, seu coração e demais participantes como músculos e vias metabólicas começam a se preparar para o início da ação. O processo feito por eles é bem simples e direto:

Automaticamente os músculos fazem o processo de contração, isso estimula o coração a bater mais rápido e essa ação faz com que os níveis de fluxo no sangue aumentem, trazendo oxigênio. Você naturalmente começará a respirar com maior frequência e mais rapidamente do que o comum. ← 

Toda essa organização permite que seu corpo responda com mais eficiência ao trabalho da musculatura. Nisso começa uma outra etapa, a queima de calorias. Essas calorias são eliminadas devido aos ácidos graxos que fazem a produção de energia.

Quando você aquece, é capaz de:

  • Fazer com que suas articulações consigam trabalhar melhor.
  • Melhorar consequentemente a flexibilidade presente na musculatura.
  • Reduzir as chances de lesões.
  • Fazer contrações musculares mais eficazes e rápidas.
  • Você pode a partir do aquecimento treinar mais pesado, todas as suas aptidões físicas foram ativadas.
  • O autocontrole muscular ocorrerá com mais facilidade.

Exercícios que ajudam na hora de aquecer

O aquecimento preferencialmente deve ser aeróbico, escolha algum exercício que preencha essa necessidade como:

  • Caminhada;
  • Corrida;
  • Ciclismo;
  • Natação.

Também é interessante que se organize conforme o treino do dia, por exemplo, se você vai treinar peito, o ideal é procurar uma atividade física que trabalhe essa região como os polichinelos ou os circuitos aeróbicos.

Ao contrário, nos dias de perna, opte sempre pela corrida ou bicicleta ergométrica. Se você não quer perder peso, não é recomendado unir uma modalidade aeróbica com o treino, prefira sempre um aquecimento entre 10 e 20 minutos apenas.

6° Descanso

O descanso é também um das partes fundamentais na boa formação dos músculos. Ele é responsável por permitir que seu corpo desenvolva totalmente o estímulo feito pela atividade anteriormente, justamente por dar tempo a sua estrutura.

Os especialistas orientam que essa pausa seja de 24 horas (entre um treino e outro) e seja estritamente respeitada, já que é indispensável que haja a recuperação antes do próximo treino.

Você sabia que seus músculos aumentam quando você está descansando e não na academia?

Essa é uma verdade ainda muito pouco conhecida entre os praticantes da musculação. Ela estabelece então que “puxar ferro” é essencial na hora de desenvolver os músculos, mas sem o descanso nada disso poderá ser possível.

É importante ressaltar que todos os resultados virão no exato momento em que você estiver proporcionando ao seu corpo recuperação. Essa recuperação pode ser feita de diversas formas, dentre elas estão envolvidas o sono, a boa alimentação e o relaxar da musculatura.

Também é interessante lembrar que a respiração está inclusa em todos os processos, pois quando efetuada de maneira perfeita permite que seu corpo corresponda de forma mais eficaz a todo estímulo feito.

Massagens

Embora ainda não tão articulada como deveria, as massagens também podem te ajudar em tudo isso. Elas permitirão que seu corpo absorva o soltar da pressão emitida através do treino de musculação, isso ajudará a dar espaço aos músculos para o crescimento.

Indica-se que sejam feitas em média entre uma e duas vezes na semana, você também pode optar por bolinhas e rolinhos que permitem o relaxamento da estrutura muscular, qualquer pessoa pode fazer, basta pedir auxílio a sua parceira ou parceiro.

Lembrando sempre que:

“Quem investe na recuperação está diretamente investimento no crescimento muscular. Resultados vem dos dias de descanso e não necessariamente do momento do esforço físico.”

7° Hidratação

Tão importante quanto a alimentação, é a hidratação. Um corpo desidratado com intensa produção de atividade física pode tender a gastar muito mais, resultando assim na sua desidratação e consequente a isso o não crescimento dos músculos.

É preciso que você mantenha uma rotina de ingestão de líquidos diária, essa deve conter uma quantia referente a 2 litros no mínimo, dependendo sempre da quantidade de água gasta e expelida do corpo durante o dia, contando com urina e suor.

Você sabia que boa parte do seu corpo é composto preferencialmente por água? Quando tratamos de exercícios intensivos como modalidades de luta, spinning, corrida e natação, estamos ressaltando ainda mais a necessidade dessa hidratação.

É verdade que a hidratação pode ser feita a  partir de outros líquidos compostos por água, mas é indispensável que a ingestão dela seja feita regularmente em quantias muito maiores que sucos e chás. Evitando sempre sua ingestão durante as refeições, já que essa poderá emitir uma sensação de dilatação estomacal.

Em toda estrutura corporal encontraremos cerca de 60% de água, denotando que as duas vertentes são perigosas: o excesso de água e a falta dela. Você também precisa entender sua necessidade, esportistas que treinam ao ar livre no sol podem chegar a uma necessidade de 12 litros de água por dia, enquanto outros precisam de apenas 2.

Processo prejudicial ocorrido pela falta de água no corpo

Todo corpo tem um nível específico de água que DEVE ser indispensavelmente preenchido diariamente. Quando os níveis estão abaixo do recomendado ou ocorre o aumento da temperatura corporal, tal organismo se demonstra suscetível ao desenvolvimento de diversos problemas.

Dentre eles, podemos citar:

  • Exaustão térmica;
  • Síncope;
  • Cãibras;
  • Intermação;
  • Diminuição do desempenho aeróbio.

Diversos estudos já chegaram a comprovar que a falta de água no corpo, compromete cerca de 20% a 30% do trabalho dos órgãos, também há constatação de que um organismo sem comida pode sobreviver até semanas, enquanto aquele que apresenta déficit de água chega a perdurar apenas por 2 ou 3 dias.

Como posso manter o meu corpo hidratado?

Depois de entender a importância de se hidratar, é bom que comece articular maneiras de promover tal ação e consequente a isso ter um melhor desempenho na academia. Confira nossas dicas abaixo e comece agora mesmo a preparar o seu corpo.

  • Faça ingestão de 500 ml de água antes de malhar.
  • Não passe mais que uma hora sem tomar água durante os exercícios.
  • Coma pelo menos uma porção de carboidratos antes de se exercitar.
  • Se possível tome pelo menos um gole de água a cada 20 – 30 minutos de atividade.
  • Faça ingestão de vitaminas caso haja algum déficit corporal.
  • Beba, no mínimo, dois litros de água diariamente.

8° Sono

Dormir faz parte do descanso, quando seu corpo não consegue ter a quantidade de descanso necessária por dia, é possível que ele desenvolva algumas disfunções, principalmente quando há a atividade física como prática diária.

Nesses casos, o indivíduo que não dorme está suscetível ao desenvolvimento de:

  • Falta de conservação da memória;
  • Não emagrecimento;
  • Imunidade baixa;
  • Dores constantes de cabeça;
  • Alteração do metabolismo;
  • Envelhecimento precoce das células;
  • Falta de produção de insulina;
  • Desregulamento da pressão arterial;
  • Afeta diretamente o desempenho físico;
  • Prejudica o humor;
  • Ajuda no desenvolvimento de doenças crônicas.

Caso você sofra de insônia, é possível tomar algumas providências que ajudam a combatê-la. Antes de mais nada, é preciso procurar um médico para saber se o seu quadro não é crônico, a insônia pode ser desenvolvedora de diversos problemas neurológicos.

Em todo caso, é interessante que comece a adaptar algumas medidas interessantes como:

  • Escolher um travesseiro melhor.
  • Procurar colchões que proporcionem maior bem estar.
  • Preferir quartos mais escuros para dormir.
  • Utilizar a cama somente para dormir (não coma, não trabalhe e não beba nada em sua cama).
  • Não colocar televisão no quarto.
  • Desligar todos os aparelhos eletrônicos na hora de dormir.
  • Evite brigas dentro do quarto.
  • Utilize de medidas para acabar com a ansiedade.
  • Tome chás e bebidas que relaxem a musculatura.
  • Não faça ingestão de bebidas alcoólicas.
  • Faça atividades físicas diariamente.

9° A importância de respeitar os limites do seu corpo

O corpo é, sem dúvidas, uma das máquinas mais poderosas que com certeza você poderá transformar o quanto quiser, ele é perfeitamente arquitetado para trabalhar e manter-se em forma e saudável sem muito esforço de sua parte.

O grande problema é que os maus hábitos desencadeiam alguns distúrbios que o transformam numa verdadeira arma. Dentre esses, estão principalmente os maus hábitos relacionados ao excesso. Quando você ultrapassa seus limites, acaba desenvolvendo sérios danos.

Em primeira instância, o cansaço tomará conta de você, isso significa que não conseguirá manter sua rotina intensa por muito tempo, principalmente se esse mesmo treino acontece por mais de 2 horas por dia.

Com o cansaço em excesso, ele começará a afetar algumas de suas partes cronológicas e o impedirá de ter disposição na efetuação dos exercícios. A necessidade do descanso é mais que fundamental, caso tenha tido um treino intenso num dia, descanse o próximo e vá revezando de acordo com a sua capacidade.

Profissionais de educação física orientam que o descanso deve ser articulado de acordo com a intensidade do exercício feito, não necessariamente com a duração do treino. É indispensável que junto com seu instrutor, faça um planejamento de atividade.

Se você apresenta algum problema em suas articulações ou já esteve em estado de rompimento de algum ligamento, é totalmente essencial que repasse a informação para seu orientador, assim não causará danos durante a efetuação da planilha de exercícios.

Outra recomendação muito comum entre profissionais é que haja a combinação entre ritmo fisiológico com o treino, sem esquecer-se é claro de atentar ao funcionamento do seu organismo. Nesse processo também estão inclusos bons hábitos como não ser fumante ou fazer ingestão de bebidas alcoólicas.

10° Varie seu treino

É bem provável que você já tenha se perguntado qual a real importância da variação de treino, pelo menos, a cada três meses. Muito se engana quem acredita que somente os leigos ficam confusos quanto a essa pergunta, muitos profissionais também não entendem o porquê dessa modificação.

Todos conhecem profundamente a eficácia do desenvolver da musculação, mas poucos realmente reconhecem o poder da ciência no meio de tudo isso. Há duas formas específicas de potencializar resultados, utilizando de duas vertentes indispensáveis:

Volume + Intensidade

O que podemos entender com isso?

Volume – Volume é o valor somado ao seu peso corporal, isso significa que quanto maior o volume, maior a eficácia do seu rendimento. Esse volume é basicamente o peso que agregamos a nossos exercícios.

Intensidade – A intensidade é a forma básica de fazer o movimento de levantar ou puxar esse volume. Podemos agregar valor a ela na hora desses resultados, justamente porque ela limita (ou não) o crescimento muscular. Em miúdos, isso significa que quanto mais intenso for seu treino, mais eficaz ele será.

É importante que o organizar desse treino tenha uma rotina diária de efetuação dos mesmos, naturalmente alguns precisam de 24 horas para o crescimento, enquanto outros necessitam de 36 a 48 horas.

No processo de emagrecimento, o efetuador desses exercícios entende primeiramente que os efeitos precisam ser associados ao volume, contudo ele nem sempre será o responsável pelo seu desenvolvimento, tendo como principal ativador a intensidade.

Alguns exercícios de intensidade prometem resultados muito mais vantajosos do que os arquitetados a partir de volume, isso pode orientar que pessoas que possuem treinamento de intensidade conseguem aumentar o ganho de massa tranquilamente.

Quem deseja emagrecer, também terá o processo da mesma forma, já que a gordura estará dando espaço para o preenchimento de massa muscular. Um corpo saudável não é aquele que melhor está aparente, mas aquele que possui baixos níveis de gordura e preenchimento com massa magra.

Você já reparou que muitas pessoas estão aparentemente bonitas, mas são portadoras de inúmeras doenças? Isso é um reflexo expressivo dos maus hábitos e a falta de atividade física aliada a uma alimentação desregrada.

Isso não significa que necessariamente você precisará viver para a dieta como faz muitos atletas, indica apenas que é totalmente recomendado ter uma rotina saudável, ainda que você retire os fins de semana para tomar aquela cervejinha ou comer algo não incluso no seu cardápio semanal.

A mente também está ligada a tudo isso, já que ela precisa estar em ordem para que o corpo corresponda a todos os estímulos promovidos.

Principais erros cometidos por iniciantes

Alguns erros são bem comuns no início, por isso, atentamos aos principais para ajudar a você a evitar qualquer tipo de dano. Confira!

1. Treinar muito.
2. Treinar apenas alguns tipos de músculos.
3. Não ter uma boa alimentação.
4. Puxar um peso maior do que o suportado pelo corpo.
5. Não ter paciência.

Soluções mais rápidas

É muito complicado falar sobre “soluções rápidas” quando tratamos de musculação. Não existe nenhuma forma milagrosa para fazer você alcançar seus objetivos do dia para a noite, contudo é possível que a ciência lhe ajude nisso.

Várias pesquisas e estudos comprovam que alguns exercícios (quando elaborados perfeitamente) com auxílio de intensidade podem trazer resultados de meses em até oito semanas!

O principal é entender como isso deve ser articulado e principalmente saber delinear a forma como praticar, eles são ideais para quem não tem tempo suficiente para se exercitar durante o dia ou precisa emagrecer e definir a estrutura corporal em pouco tempo.

Pausa

Você sabe o que são as pausas durante as séries e qual a importância dela no resultado final? Pois é, pouca gente sabe que respeitar o tempo de pausa é quase que indispensável e totalmente essencial para obter os melhores efeitos.

Toda série de exercícios físicos apresenta um tempo de descanso necessário entre um e outro. Um erro muito comum dentro das academias é a conversação entre amigos, que pode fazer com que fique até cinco minutos de pausa entre uma série e outra.

O processo decorrente desse erro é o seguinte:

Em primeira instância o seu corpo entende que precisa respeitar o limite do tempo estipulado para “descansar”, esse descanso toma um período certo que, se desregrado, acaba por confundir o novo preparo para a próxima série. Deu pra entender?

Supomos que o seu corpo é uma fábrica de sapatos, o operário A fica responsável por colocar a sola no lugar onde se fixará o corpo do sapato, enquanto o operário B se responsabiliza pela cola a ser passada nessa mesma área.

Quando o operário A não executa seu trabalho com perfeição, é possível que ele atrase o trabalho do operário B, ok, mas o que você quer dizer com isso? O amontoado de palavras aqui descritas, indicam que você precisa, indispensavelmente, de respeitar a pausa no período certo para que todos os “operários” do seu corpo funcionem de forma a não-ocorrer confusão durante a produção dos efeitos causados pela musculação.

Tempos recomendados para pausa:

  • 60 segundos.
  • 90 segundos.
  • 120 segundos.

Esses períodos precisam ser respeitados de acordo com a intensidade do exercício feito. Por exemplo, se o seu exercício foi extremamente pesaroso, é recomendado que pause por cerca de 120 segundos, mediano 90 segundos e leve 60 segundos. Mas isso não é regra, isso pode ser alterado também de acordo com seu objetivo.

 Como essa pausa influencia?

Quando pausamos um exercício, ocorre então uma espécie de liberação de dois específicos hormônios, sendo esses chamados de GH e Testosterona. O GH é o que se responsabiliza pela queima mais intensiva de gordura, enquanto a Testosterona faz com que haja o aumento de massa magra.

De acordo com sua pausa é possível intensificar o ganho de massa ou a queima de gordura localizada. Alguns estudos elaborados recentemente identificaram que a queima ou ganho obtido por praticantes de atividade física intensa era mais satisfatória (de acordo com o objetivo de cada um) que praticantes desleixados de início recente na musculação.

Dentro todos os períodos orientados acima, podemos identificar que:

Pessoas que querem perder peso devem fazer pausas mais curtas.
Pessoas que querem ganhar peso devem fazer pausas mais longas.
Pessoas que treinam mais leve, costumam ser iniciantes.
Pessoas que treinam pesado, costumam ser veteranos.

De acordo com essas informações, podemos obter sucesso direcionando nossas pausas para nossos respectivos objetivos. Mas como tudo tem um embasamento, outros tipos de estudos e relações concretizam que o melhor tempo de pausa para cada objetivo é:

Liberação de GH ou queima de gordura intensiva = pausa de 60 segundos.
Liberação da Testosterona ou ganho de massa magra = pausa de 120 segundos.

Com essas constatações, podemos orientar nosso treino de acordo com nossos objetivos, salientando que é muito importante saber cada um desses detalhes, isso o ajudará a obter resultados mais planejados e de acordo com a necessidade de seu corpo e organismo.

Outras Dicas

      

Mais informações por E-mail


Comentários para: Entrei na academia, como funciona o processo para obter resultados?